quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A Casa de Cera

Hoje assisti um filme já meio passado que ainda não tinha visto (por ter ouvido falar mal): A Casa de Cera (House of Wax).
Quando o filme saiu em 2005 não me senti atraída... Primeiro porque adoro museus de cera e não queria pensar na possibilidade de ficar com medo deles e, principalmente porque o elenco me parecia uma bomba! Elisha Cuthbert, a eterna chata filha do Jack Bauer (24 horas) e Paris Hilton (precisa comentar alguma coisa?). O fato é que o tempo passou e resolvi ver. E preciso confessar: eu gostei!
Pois é, gostei do que vi. Não se trata de um super filme de terror, mas é um daqueles que vale a pena sim!

A história é meio boba e repleta de clichês: um bando de jovens bonitos e chatos que vai viajar, faz um caminho alternativo, precisam de ajuda, a ajuda é o bandido, são perseguidos... corre-corre, esconde-esconde, mortes... Ai, ai...
Os personagens são bobos e há uma tentativa (sem fundamento, na minha opinião) de tentar fazê-los ter profundidade. Por exemplo, a personagem da paris Hilton tenta contar pro namorado o filme inteiro que está grávida. Por quê? O que isso muda na trama? Nada! O irmão da "Kim Bauer" é um bad boy que joga muita bola mas foi espulso do time de futebol por ter roubado um carro (e depois descobrimos que nem foi ele!) Pra? Nada disso muda nada na trama! Penso que se colocam característicasa marcantes na personalidade dos personagens, elas devem ser aproveitadas na históra.

Bom, só estou falando mal... então como gostei?

O fato é que apesar desses problemas o diretor é bastante ousado. Por exemplo, as cenas violentas não são escondidas. É tudo mostrado sem dó nem piedade! (Incluindo uma cena em que uma cabeça é esmagada por um taco de baseball! Ecti!). Além disso, apesar do cliche da trama, algumas coisas surpreendem. Por exemplo... a ordem das mortes! (sim, vou contar. Se não viu o filme e não quer saber, pare de ler imediatamente!!!!!!!)


A primeira morte é justamente do personagem que acreditamos que vai escapar! O menos chato de todos! E... que morte! Esse filme valeria a pena apenas pela cena em que ele é transformado em boneco de cera. Medonha! Não tem como não se arrepiar, por exemplo, com a "depilação facial" pela qual ele é submetido e, menos ainda, com os litros de cera quente que são despejados sobre sua pele sem que ele possa se mecher (está preso por uma máquina bizarra que molda, inclusive, sua expressão facial!). É (sadicamente falando!) sensacional.

Tem outra coisa que acontece no filme que me fez soltar um "yes!!!" no meio do filme: mocinhos acertam o bandido com flechas. Ele cai. Mocinhos certificam-se de que ele está morto, dando uns chutes. Nada. Ai a mocinha fica perto do corpo estendido no chão a procura de balas para a arma e..... quando todo mundo espera que a mão do cara pegue a perna ou o braço da mocinha nos dando um baita susto....... Nada! Isso mesmo! Nada! Eu achei isso "do caramba"! Já estava esperando pelo susto certo e fui enganada... Tomei um baita "olé"! hahahahahaha! Sensacional!

Pra mim, Casa de Cera é um filme bastante sensorial. Não levei nenhum grande susto, mas as sensações que me provocou foram super legais. Por exemplo, quando os jovens estão acampados sentem um cheiro muito forte de coisa morta, podre. Você acha que são pessoas mortas... mas não. Descobrimos de um jeito mega grotesco que são animais mortos (e chega a ser possível sentir ou pelo menos imaginar o fedor nauseante de todo aquele monte de bichos mortos). E toda aquela cera... me deu muita aflição! A cera quente, a cera endurecida... ecti!

Bom, trata-se de um filme digno! Provavelmente não entrará pra história como um dos grandes filmes da última década, mas merece ao menos ser visto e respeitado.

Não viu... veja sim. Não fique como eu estava, cheia de preconceitos.

Ah, por falar em museu de cera, a edição desse ano das noites do horror do Hopi Hari tem como tema um museu de cera. Eu vou semana que vem e depois conto minhas impressões.

2 comentários:

ninhodamente.com.br disse...

Eu também gosto desse filme, tirando o final com excesso de CGI. E ver a Paris Hilton tomando uma lança no meio da lata não tem preço!

Taciana disse...

Concordo com você sobre o final! Muuuuuito CGI! (Coisas da dark castle! Ainda bem que durante o filme eles não abusam).